Papo, palestra e poesia…

Casa cheia no Centro Integrado de Cultura no dia 20 de março, um domingo agradável em Floripa. A coach e psicóloga Gladys Milenna Prado apresentou sua minipalestra sobre Metas Pessoais e Qualidade de Vida aos participantes de mais esta edição do Café com Prosa. Um aspecto interessante: nossas atitudes precisam estar sintonizadas com nossos valores. Mais uma vez, tivemos as contribuições dos presentes. E aí vai a lista de livros indicados por jovens de todas as idades…

A escola com que sempre sonhei sem imaginar que pudesse existir, de Rubem Alves, indicação de Sônia Lacerda

Barriga de Trigo, de William Davis, indicação de Elisa Kunde

Ouvido Pensante, de Murray Schafer, indicação de João Luiz Medeiros

O Poder do Agora, de Eckart Tolle, indicação de Claudia Thofehrn

1822, de Laurentino Gomes, indicação de Glaci Vargas

E aqui vai a parte central da poesia de Vinícius de Moraes lida pela Sônia, bem alinhada com o tema da palestra:

O operário em construção

De fato como podia
Um operário em construção
Compreender porque um tijolo
Valia mais do que um pão?
Tijolos ele empilhava
Com pá, cimento e esquadria
Quanto ao pão, ele o comia
Mas fosse comer tijolo!
E assim o operário ia
Com suor e com cimento
Erguendo uma casa aqui
Adiante um apartamento

Além uma igreja, à frente
Um quartel e uma prisão:
Prisão de que sofreria
Não fosse eventualmente
Um operário em construção.
Mas ele desconhecia
Esse fato extraordinário:
Que o operário faz a coisa
E a coisa faz o operário.
De forma que, certo dia
À mesa, ao cortar o pão
O operário foi tomado
De uma súbita emoção
Ao constatar assombrado
Que tudo naquela mesa
– Garrafa, prato, facão
Era ele quem fazia
Ele, um humilde operário
Um operário em construção.
Olhou em torno: a gamela
Banco, enxerga, caldeirão
Vidro, parede, janela
Casa, cidade, nação!
Tudo, tudo o que existia
Era ele quem os fazia
Ele, um humilde operário
Um operário que sabia
Exercer a profissão.

Ah, homens de pensamento
Não sabereis nunca o quanto
Aquele humilde operário
                                                                                                                                      soube naquele momento 
Naquela casa vazia
Que ele mesmo levantara
Um mundo novo nascia
De que sequer suspeitava.
O operário emocionado
Olhou sua própria mão
Sua rude mão de operário
De operário em construção
E olhando bem para ela
Teve num segundo a impressão
De que não havia no mundo
Coisa que fosse mais bela

Obrigada pelo apoio da Livraria Nobel, da Officio Comunicação e pela doação de livros de autoria do escritor e astrônomo Adolfo Stotz Neto.

E vem aí um círculo de leitura sugerido por alguns participantes. Fique ligado!

Já estamos preparando o próximo evento! Aguarde!

 

 

 

Um comentário sobre “Papo, palestra e poesia…

  1. Sônia Lacerda disse:

    Durante o evento Café com Prosa, idealizado e tão bem conduzido por minha amiga e jornalista Marta, houve a palestra da Psicóloga Gladys. Refletimos sobre suas associações do auto conhecimento , reconhecimento das potencialidades e desejos com as metas, pessoais, incluindo as profissionais e as contribuições destas, para a qualidade de vida. E temos Vinicius dizendo isto através da sua encantadora poesia, compartilhada por mim.
    Mais uma vez, adorei participar!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s